Exit Parallel Mode
 

Apocalipse 8

8
O Cordeiro abre o sétimo selo
1Quando o Cordeiro abriu o sétimo selo, houve silêncio no céu por cerca de meia hora. 2Vi os sete anjos que estão em pé diante de Deus, e a eles foram dadas sete trombetas.
3Então veio outro anjo com um incensário de ouro e ficou em pé junto ao altar. Recebeu muito incenso para misturar às orações do povo santo como oferta sobre o altar de ouro diante do trono. 4A fumaça do incenso, misturada às orações do povo santo, subiu do altar onde o anjo havia derramado o incenso até a presença de Deus. 5Então o anjo encheu o incensário com fogo do altar e o lançou sobre a terra, e houve trovões, estrondos, relâmpagos e um grande terremoto.
As quatro primeiras trombetas
6Em seguida, os sete anjos com as sete trombetas se prepararam para tocá-las.
7O primeiro anjo tocou sua trombeta, e foram lançados sobre a terra granizo e fogo misturados com sangue. Um terço da terra pegou fogo, e foi queimado um terço das árvores, além de toda relva verde.
8O segundo anjo tocou sua trombeta, e foi lançado sobre o mar algo parecido com uma grande montanha em chamas. Um terço da água do mar se transformou em sangue, 9morreu um terço de todos os seres vivos do mar, e foi destruído um terço de todos os navios.
10O terceiro anjo tocou sua trombeta, e caiu do céu uma grande estrela, queimando como uma tocha, sobre um terço dos rios e sobre as fontes de água. 11O nome da estrela era Amargor,#8.11 Em grego, Absinto. pois tornou amargo um terço das águas, e muita gente morreu ao beber dessas águas amargas.
12O quarto anjo tocou sua trombeta, e foi ferido um terço do sol, da lua e das estrelas, que escureceram. Um terço do dia ficou sem luz, e também um terço da noite.
13Então vi e ouvi uma águia que voava no ponto mais alto do céu e gritava em alta voz: “Terror, terror, terror sobre todos os habitantes da terra, pelo que acontecerá quando os três últimos anjos tocarem suas trombetas!”.

Apocalipse 8

8
1Quando o Cordeiro quebrou o sétimo selo, houve silêncio no céu inteiro durante cerca de meia hora. 2E eu vi os sete anjos que ficam diante de Deus, aos quais foram entregues sete trombetas. 3Então veio outro anjo com um incensário de ouro e colocou-se junto do altar; e lhe deram uma grande quantidade de incenso, para que ele o misturasse com as orações do povo de Deus, para oferecer sobre o altar de ouro diante do trono. 4E das mãos do anjo subia para Deus o perfume do incenso com as orações do povo de Deus.
5Nisso o anjo encheu o incensário com fogo tirado do altar e o jogou sobre a terra; e houve trovões, vozes, relâmpagos e um terremoto.
6Então os sete anjos com as sete trombetas prepararam-se para tocá-las.
7O primeiro anjo tocou a sua trombeta, e foram jogados sobre a terra fogo e uma chuva de pedras, misturados com sangue. Uma terça parte da terra pegou fogo, de maneira que foi queimada uma terça parte das árvores e toda erva verde.
8Depois o segundo anjo tocou sua trombeta, e o que parecia uma enorme montanha em chamas foi jogado no mar, e uma terça parte do mar ficou vermelha como sangue; 9morreu uma terça parte das criaturas do mar e foi destruído um terço de todos os navios e barcos.
10O terceiro anjo tocou a sua trombeta, e uma grande estrela chamejante caiu do céu em cima de uma terça parte dos rios e das fontes de água. 11A estrela foi chamada “Amargura”, porque ela envenenou uma terça parte de toda a água da terra e morreu muita gente.
12O quarto anjo tocou a sua trombeta e imediatamente a terça parte do sol, da lua e das estrelas foi ferida e escureceu. Deste modo a luz do dia diminuiu em uma terça parte e a escuridão da noite cresceu. 13Enquanto eu estava contemplando, vi uma águia voando sozinha pelos céus; e gritava em alta voz: “Ai, ai, ai dos que moram na terra por causa das terríveis coisas que brevemente acontecerão quando os três anjos restantes tocarem suas trombetas”.